As Perpétuas

Flávia Gasi e Isabelle Felix comentam sobre uma HQ semanalmente.

#40: Lumberjanes vol1 e 2 | As Perpétuas

May 24th, 2022

"Fã Clube Oficial de ND Stevenson"

FICHA TÉCNICA:

Título: Lumberjanes vol. 1 (Cuidado com o Sagrado Gatinho) e 2 (Amizade é Tops)

Roteiro: ND Stevenson e Grace Ellis

Arte: Brooklyn Allen

Cores: Maarta Laiho

Editora: Devir

Editor: Leandro Luigi Del Manto

Tradução: Érico Assis e Guilherme Miranda

Lançado aqui: 2016

originalmente: começou em 2014 e esta série especificamente terminou em 2020

PRÊMIOS:

  • Em 2015, Lumberjanes foi indicado e ganhou dois Eisner Awards, de Melhor Nova Série e Melhor Publicação para Adolescentes. Foi indicado para o GLAAD Outstanding Comic Book em 2018 e 2019.

PREMISSA:

As Lumberjanes são garotas que frequentam o Acampamento para Meninas da Pesada da Senhorita Qiunzella Thiskwin Penniquiqul Thistle Crumpet que, teoricamente, seria um normal, desses localizados em florestas e com atividades típicas da coisa toda.

Mas quando se envolve a Jo, Ripley, April, Molly e Mal, as coisas ficam fantásticas. Só que de um jeito que Jen, a responsável pelas meninas, não gosta nem um pouco. Um grande mistério ronda a área. Tudo quanto é bicho tem 3 olhos, Yetis hipsters são contratados para servir de guarda-costas de uma torre, cavernas com armadilhas são exploradas, rafting em rios habitados por monstros é feito, e escoteiros fazem deliciosos cookies. Ah! E tem dinossauros!

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

 

LINKS SOBRE A DISCUSSÃO

[tik tok sobre garotes estado-unidenses e perguntas de cultura geral]

COMPRE A HQ

[devir]

[comix]

[amazon]

#39: Eu, lixeiro | As Perpétuas

April 29th, 2022

"Lixeira azul - papel e papelão, vermelha - plástico, verde - vidro, amarela - metal"

FICHA TÉCNICA:

Título: Eu, Lixeiro

Roteiro e arte: Derf Backderf 

Editora: Darkside

Editor: Lieson Zeni

Tradução: Érico Assis

Lançado aqui: 2021

originalmente: 2015, começou como uma hq de 50 páginas em 2002 e foi revista em forma online entre 2010 e 2012

PRÊMIOS:

  • Indicado ao Eisner por roteiro e arte

PREMISSA:

Todo bom cidadão descarta o seu lixo nos lugares recomendados e depois para de pensar no assunto, com a consciência tranquila por ter cumprido com o seu dever. A questão é que o lixo não desaparece com um toque de mágica logo após ser despejado na lixeira. Na verdade, ele não apenas passa por diversos processos, como é o produto principal de uma indústria bilionária.

A história de Eu, Lixeiro acontece principalmente na primeira etapa da coleta de lixo. Nessa graphic novel acompanhamos a saga urbana de três jovens na casa dos vinte anos que percorrem uma cidade do interior de Ohio pendurados num caminhão de lixo, retirando pilhas e mais pilhas de descartes fétidos e pesados. Em sua rotina desafiadora e exaustiva, os lixeiros precisam lidar com as picuinhas de burocratas municipais, moradores bizarros e inconvenientes, o calor sufocante do verão e as tempestades de inverno, e, acima de tudo, com situações extremamente nojentas.

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

Workshops da Flávia

LINKS SOBRE A DISCUSSÃO

[aumento de lixo no Brasil]

[abrelpe panorama]

[o caminho do lixo]

[profissão: lixólogo]

COMPRE A HQ

[darkside]

[monstra]

[travessa]

[amazon]

#38: Scott Pilgrim - Contra O Mundo - Volume 1 | As Perpétuas

April 22nd, 2022

"Os loot tudo"

FICHA TÉCNICA:

Título: Scott Pilgrim - Contra O Mundo - Volume 1

Roteiro e arte: Bryan Lee O'Malley

Editora: Quadrinhos na Cia 

Tradução: Érico Assis

Lançado aqui: 2010

originalmente: De 2004 a 2010

PRÊMIOS:

  • Em 2005: Prêmio Doug Wright de Melhor Talento Emergente pelo primeiro volume de Scott Pilgrim e foi indicado para três Harvey Awards (Melhor Novo Talento, Melhor Cartunista e Melhor Álbum Gráfico de Trabalho Original).
  • Em 2006: Outstanding Canadian Comic Book Cartoonist (escritor/artista) no Joe Shuster Awards. indicado ao Eisner Award de 2006 na categoria Melhor Escritor/Artista—Humor, por Scott Pilgrim Vs. The World. Indicado para dois Eagle Awards de 2006, e indicados para um segundo Wright Award 
  • Outras edições
    • 2007: vencedor do Harvey Award. A série também foi premiada com um lugar na lista A de 2007 da Entertainment Weekly.
    • 2010: Vencedor do Eisner Award na categoria "Melhor Publicação de Humor" por Scott Pilgrim Vs. O universo.

PREMISSA:

Scott Pilgrim está feliz com sua preciosa vidinha. Aos vinte e poucos anos, esse canadense levemente excêntrico divide os dias entre o ócio do desemprego voluntário e os ensaios de sua banda de rock, a improvável Sex Bob-Omb. Sua namorada, uma chinesa de nome Knives Chau, tem dezessete anos, e o relacionamento casto - "Uma vez ela pegou na minha mão", ele conta. Afora a preocupação dos amigos quanto às intenções de nosso herói para com uma garota tão nova, tudo vai bem. A rotina de videogames e indolência, no entanto, está prestes a sofrer um abalo sísmico. E o nome dela é Ramona Flowers, estadunidense recém-chegada ao Canadá, única entregadora da Amazon na região.

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

Workshops da Flávia

COMPRE A HQ

[CIA das Letras]

[Livraria da Vila]

[Amazon]

#37: Bosque Profundo | As Perpétuas

April 18th, 2022

"Quer se lembrar?"

FICHA TÉCNICA:

Título: Bosque Profundo

Roteirista: Carmen Maria Machado

Ilustradora: Dani Strips

Colorista: Tamra Bonvillain

Editora: Panini

Editor: 

Lançado originalmente: 2020

Lançado aqui: 2021

PREMISSA:

Em uma pequena cidadezinha da Pensilvânia, as coisas estão cada vez mais estranhas. As minas de carvão abaixo da cidade estão abandonadas há anos. O bosque está repleto de coelhos com olhos humanos, uma mulher-cervo que persegue garotas e homens sem pele. E no centro, eventos misteriosos acontecem o tempo todo. Quando El e Octavia acordam em um cinema sem nenhuma lembrança das últimas horas de suas vidas, as duas adolescentes rebeldes começam uma jornada surreal e aterrorizante para descobrir a verdade sobre a bizarra cidade que elas chamam de lar.

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

 

COMPRE A HQ

[Panini]

[Amazon]

[Comix]

#36: Arlindo | As Perpétuas

April 1st, 2022

"Tudo o que a gente tem é a gente, Lindo."

FICHA TÉCNICA:

Título: Arlindo

Autora: Ilustra lu

Editora: Seguinte + Catarse

Editor: não tem crédito

Lançado aqui e originalmente: 2021

PREMISSA:

Arlindo é um garoto cheio de sonhos e vontade de encontrar seu lugar no mundo. Tudo o que ele quer é seguir sua vida de adolescente na cidadezinha onde mora, no interior do Rio Grande do Norte. Ele aluga filmes na locadora com as amigas todo sábado, sente o coração bater mais forte pelas primeiras paqueras, canta muito Sandy & Júnior no chuveiro, e ainda cuida da irmã mais nova e ajuda a mãe a fazer doces para vender.
Por mais que ele se esforce e dê o seu melhor, muita gente na cidade não aceita Arlindo – o que traz uma série de problemas na escola e até mesmo dentro de casa. Aos poucos, porém, ele vai perceber que vale a pena lutar para ser quem ele é, ainda mais quando tem tanta gente com quem contar.
Com um traço divertido, cores vibrantes e um monte de referências aos anos 2000, esta história em quadrinhos que já conquistou milhares de fãs na internet fala sobre encontrar forças nas pessoas que a gente ama e dentro de nós mesmos.

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

[Arlindo no Twitter]

Instagram da Lu

Catarse da Lu

Entrevista no Mina de HQ

COMPRE A HQ

[Companhia das Letras]

[Amazon]

Live #01

March 30th, 2022

Nós falamos sobre nosso podcast de HQ: As Perpétuas. Neste bate papo contamos sobre os quadrinhos que ainda vamos falar, batemos papo e fazemos react do novo clipe da Anitta. Sim, por que não? Clica aqui

 

 

 

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

Decifrando o código

Sobre a série

#35: Paper Girls | As Perpétuas

March 18th, 2022

"Não se preocupe, linda. Essa é só mais outra história boba escrita por um bando de homens"

FICHA TÉCNICA:

Título: Paper Girls vol. 1-6

Roteiro: Brian K. Vaughan - brozinho que fez roteiro pra Lost

Arte: Cliff Chiang

Cores: Matt Wilson

Editora: Devir

Tradutor: Kleber de Sousa

Editor: Paulo Roberto, Leandro Luigi Delmanto 

Lançado aqui: 2017 - 2021

Lançado originalmente entre 2015-2019

PRÊMIOS:

  • Paper Girls won two Eisner Awards in 2016 for Best New Series and Best Penciller/Inker. 
  • In 2017 Wilson (Best Colorist) and Vaughan (Best Writer) both won Eisner Awards, in part because of their work on the series
  •  In 2017, the first compilation was shortlisted for the Hugo Award for Best Graphic Story.
  • In 2019, Wilson again won an Eisner Award for Best Colorist for his work on the series.
  • Vai ter série pela Amazon com previsão de estreia em 2022. Diferente de Y, parece que a Amazon já encomendou a série completa

PREMISSA:

São os anos 1980, Estados Unidos. Um grupo de quatro entregadoras de jornal de 12 anos se junta para fazer as entregas pois estão na clássica pior madrugada de entrega: a manhã após o Halloween.

Elas se separam em dois grupos para entregar o mais rápido e usam um walkie-talkie para se comunicar. E é com eles que Erin e Mac ouvem a KJ e  Tiffany sendo atacadas. Chegando no local, encontram 3 caras MUITO estranhos que fogem e elas vão para num porão. E lá elas acham uma cápsula espacial meio orgânica muito estranha, e que definitivamente não pertence aos anos 1980.

Com viagens no tempo, dinossauros e uma briga entre gerações, Paper Girls se torna uma das melhores série de quadrinhos da atualidade.

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

Decifrando o código

Sobre a série

COMPRE A HQ

[Devir]

[Monstra]

[Comix]

[Amazon]

#34: Legião | As Perpétuas

March 4th, 2022

"WELP!"

FICHA TÉCNICA:

Título: Legião 

Autor: Salvador Sanz

Editora: Zarabatana

Tradutor: Paulo Ramos

Editor: Cláudio Martini

Lançado aqui: 2014

Lançado originalmente em 2014

PRÊMIOS:

  • A edição brasileira concorreu ao HQmix na categoria melhor artista internacional em 2015.

PREMISSA:

Uma melodia que nunca deveria ser tocada, uma cor que nunca deveria ser vista e uma forma que nunca deveria ser esculpida. Após as 3 descobertas terem sido feitas, os portões do inferno se abrem.

Primeiro veio a música que jamais deveria ser tocada, a cor que jamais deveria ser conhecida e a escultura que jamais deveria ser feita. Juntas, elas abrem as portas do inferno, e o apocalipse chega para coroar sua rainha da desgraça.

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

Vídeo da Rita

Dissecando Heimat, de Nora Krug | por Rapha Pinheiro

A Maldição da Residência Hill e Tragédia Grega | Vamos falar do novo terror?

COMPRE A HQ

[Zarabatana]

[Estante Virtual]

[Amazon]

#33: Meus Heróis Eram Todos Viciados | As Perpétuas

February 25th, 2022

"DORGAS! MUITAS DORGAS!"

FICHA TÉCNICA:

Título: Meus Heróis Eram Todos Viciados

Roteiro: Ed Brubaker

Arte: Sean Phillips

Editora: Mino

Tradutor: Dandara Palankof

Editor: Janaína de Luna

Lançado aqui: 2021

Lançado originalmente em 2018

PRÊMIOS:

  • Prêmio Eisner 2019 de Melhor Álbum Gráfico

PREMISSA:

​Ellie sempre teve ideias romantizadas sobre viciados em drogas. Almas trágicas atraídas pelas agulhas e pelos comprimidos têm sido sua obsessão desde a morte de sua mãe, que era uma dependente. Mas quando Ellie acaba em uma clínica de reabilitação de alta classe, onde nada é o que parece, ela vai encontrar um outro tipo de romance — dos mais perigosos. Com influências de cultura pop e da cultura das drogas, a premiada dupla de criadores Ed Brubaker e Sean Phillips traz a história de uma jovem em busca da escuridão… e do que ela vai encontrar lá.

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

Playlist

COMPRE A HQ

[Mino]

[Loja Monstra]

[Ugra]

[Amazon]

#32: Maus | As Perpétuas

February 18th, 2022

"É sempre tudo um pouco pior, um pouco pior…"

Errata

Na minutagem 28:45, é citado erroneamente o nome do artista Ed Benes como autor de uma ilustração a qual ele não é responsável. 
O correto é Joe Bennet.
Pedimos desculpas pelo erro.

FICHA TÉCNICA:

Título: Maus

Autor: Art Spielgeman (Itzhak Avraham ben Zeev Spiegelman)

Editora: Quadrinhos na Cia

Tradutor: Antonio de Macedo Soares

Editor: Não creditado

Lançado aqui: 1986 pela editora brasiliense. Pela Cia. foi em 2009

Lançado originalmente em 1980/1991 na revista Raw

PRÊMIOS:

  • 1987 Revista Present Tense, American Jewish Committee Present Tense/Prêmio Joel H. Cavior para livro de ficção
  • 1988 fr (Christian Testimony)[h] Prix Résistance by Témoignage chrétien
  • 1988 Prêmio do Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême Melhor álbum estrangeiro (Maus: un survivant raconte - Mon pèr saigne l'histoire)
  • 1988 Prêmio Urhunden Álbum estrangeiro
  • 1990 Prêmio Max & Moritz Prêmio especial
  • 1992 Prêmio Pulitzer Prêmio especial em literatura
  • 1992 Prêmio Eisner Melhor graphic album — Reedição (Maus II).
  • 1992 Prêmio Harvey Melhor graphic album de material já previamente publicado (Maus II) \
  • 1992 Los Angeles Times Book Prize for Fiction (Maus II)
  • 1993 Prêmio do Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême Melhor álbum estrangeiro (Maus: un survivant raconte - Et c'est là que mes ennuis ont commencé)
  • 1993 Prêmio Urhunden Álbum estrangeiro (Maus II) 
  • Banido em várias escolas

PREMISSA:

Maus ("rato", em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. O livro é considerado um clássico contemporâneo das histórias em quadrinhos. Foi publicado em duas partes, a primeira em 1986 e a segunda em 1991. No ano seguinte, o livro ganhou o prestigioso Prêmio Pulitzer de literatura. A obra é um sucesso estrondoso de público e de crítica. Desde que foi lançada, tem sido objeto de estudos e análises de especialistas de diversas áreas - história, literatura, artes e psicologia. Em nova tradução, o livro é agora relançado com as duas partes reunidas num só volume.Nas tiras, os judeus são desenhados como ratos e os nazistas ganham feições de gatos; poloneses não-judeus são porcos e americanos, cachorros. Esse recurso, aliado à ausência de cor dos quadrinhos, reflete o espírito do livro: trata-se de um relato incisivo e perturbador, que evidencia a brutalidade da catástrofe do Holocausto.Spiegelman, porém, evita o sentimentalismo e interrompe algumas vezes a narrativa para dar espaço a dúvidas e inquietações. É implacável com o protagonista, seu próprio pai, retratado como valoroso e destemido, mas também como sovina, racista e mesquinho. De vários pontos de vista, uma obra sem equivalente no universo dos quadrinhos e um relato histórico de valor inestimável.

LINKS:

Nosso Instagram

Instagram da Lilo

Instagram da Flávia

Cursos da Flávia

Documentário - Arquitetura da Destruição

Documentário - Arquitetura da Destruição (segundo link)

Naruhodo: Debates virtuais são perda de tempo?

Entrevista com Glenn Greenwald

COMPRE A HQ

[Companhia das Letras]

[Loja Monstra]

[Ugra]

[Amazon]

Podbean App

Play this podcast on Podbean App